sábado, 3 de setembro de 2016

Eu Vi Um Beijo


Não era um beijo ao vivo era a foto de um beijo. Mas era um beijo lindo de se ver. Era um beijo que comunicava amor, paz, um beijo carregado de todos os bons simbolismo possíveis. É bonito ver um beijo assim, é bonito ver gente que se ama, é bonito ver a paz que vem de um gesto de amor.

O amor sempre vence. Eu creio nisso profundamente. O amor vence e de goleada. Pode demorar, mas ele vence e isso não é uma visão "Polyanna" é embasada em fatos. O é tudo o que importa e eu vi um beijo que emanava tanto amor, ainda que fosse apenas uma foto pinçada de uma noite agradável que me inspirou a ser feliz. Não que eu não seja, não me entendam mal, mas quando vi aquele beijo, eu fui mais feliz. Beijos sempre me alegram, quer eu os dê, quer eu os presencie. São uma forma tão profunda de intimidade que não deveriam ser dados de forma leviana como são hoje em dia. Devemos reservar nossos beijos apenas a quem dominam os nossos afetos,

Eu vi um beijo e ele não me pareceu vulgar, muito pelo contrário. Era um beijo apaixonado, mas leve, como é a paixão de quem se ama. Não era um gesto abrupto. Era carinhoso, uma emanação mútua de sentimentos bons fluindo de um corpo para outro. Existem beijos que querem apenas sugar a energia do outro, extirpar prazer, um gesto egoísta, sem comprometimento. Um beijo que se dá assim é triste, desprovido de boas intenções, advindo de mentes ou uma mente, pois a outra pode estar realmente interessada em se conectar, egoísta.

Beijos bonitos são doados, são presentes que um dá para o outro. Envolvem uma série de pequenas nuances que só os que se amam compreendem. E um beijo entre quem se ama como eu vi, renova o amor de quem vem. Beijos quando bem dados, dados pelo motivo certo são carinhos na alma, expressão pura do belo, lotados de afeto e esperança, esperança de que esses beijos se renovem, que amor nunca acabe, que os shows sempre continuem a acontecer, que a alegria incontida transborde e seja cada vez mais incontida e que no fim das contas, nada seja como foi antes daquele beijo, seja sempre melhor.

Sei que não devo ser o cara mais normal do mundo por pensar em beijos dessa forma. Sei que um beijo pode parecer um ato banal, mas para mim nunca o será. Um beijo é algo tão belo e tão cheio do que melhor existe que eu gostaria de poder ver beijos tão belos como eu vi, ainda que por fotos, todos os dias, a todo momento.

O mundo precisa de beijos, trocados por pessoas de bem, que se amem e espalhem esse amor. Eu quero ser atingido pela energia que emana de um beijo. Eu quero ser feliz. Todo dia. E todo dia quero beijar muito.

É isso.

Ouvindo: Sandi Patty
Postar um comentário