quinta-feira, 9 de março de 2017

"cançao de quem ficou" de felipe valente. e de como eu sou extremamente fora da casinha. só pode ser isso



canção de quem ficou, de felipe valente, é para mim uma das mais belas canções românticas escritas nos últimos tempos. vamos ouvi-la.



ok, você ouviu? que bom, se não ouviu, é fundamental ouvir para o entendimento do que estou falando. vamos la: a letra da música é uma perola negra de tão rara por ser  tão bem escrita. emocional e emocionante. a interpretação de felipe também tem o tom certo. lancinante, aguda, triste, enfim, brilhante.

pois bem, quando junto esta interpretação e esta letra, só posso imaginar que a música fala de uma amor mundano, que foi despedaçado, de forma definitiva e dolorosa. para mim, qualquer pessoa interpretaria da mesma forma tão claro que é isso no meu entendimento. mas não. nos foruns de discussão das redes (anti) sociais, a crentaiada insiste em fazer associações para mim tão esdruxulas que me fazem sentir um imbecil fora da casinha.

li por exemplo que a música se refere a parábola do filho pródigo. por favor né? só se o pai do rapaz tivesse o nefasto hábito de cheirar o quarto, o armário, o lençol da cama do mancebo entre outras bizarrices. é evidente que isso não acontecia. outra pessoa disse que a música trata de um divórcio entre duas pessoas, mas estas pessoas são Deus e os seres humanos (????) bom, é tão sem pé e nem cabeça que não merece comentário.

um outro internauta foi ainda mais "profundo' ao dizer que felipe falhou ao relatar a tal parábola do filho pródigo e que traduzindo a música para os dias de hoje (????) Deus não vai obrigar ninguém a ficar. realmente eu fico pasmo. mas o louco deve ser eu, sem dúvida. meu histórico me condena. alias o que eu acho desta canção é que ela ficaria perfeita na voz de chitãozinho e chororó, explodiria no brasil todo.

agora, numa boa, se felipe realmente quis fazer uma  música baseada na parábola do filho pródigo ou qualquer outro texto bíblico, realmente todo o meu respeito, meu imenso respeito a figura do compositor felipe valente vai ser arranhado. é uma música romântica, ponto. o que passar disso é uma elucubração tão profunda como insana e uma música seja ela qual for, pode ter o seu grau de subjetividade, mas ser tão subjetiva ao ponto de deixar  tudo tão confuso a este ponto significa que a música falhou. simples assim.

é isso.

ouvindo: felipe valente


Postar um comentário