segunda-feira, 12 de junho de 2017

o jovem tatuado no rosto. uma metáfora de um mundo que acabou


acabou, game over, já era, perdemos. o mundo já acabou, nós é que não percebemos. esta tudo fodido e vai ficar ainda mais fodido, simples assim. goste você ou não do termo, fudeu!!! não vamos voltar a um ponto onde a civilidade ainda tenha alguma chance. não, vamos é nos tornar cada vez mais brutos, insensíveis e pior, vamos amar a falta de civilidade.  a nova lei em breve será não seguir as leis estabelecidas e sim a lei do "quanto pior, melhor". as pessoas com um minimo de freio foram derrotadas por aquelas que em sua sanha de "justiça" a qualquer preço parecem caminhões desgovernados.

criolo disse claramente em uma canção que não existe amor em sp. não existe mesmo e não existe amor em porra de lugar nenhum, a verdade é essa. existe apenas o amor egoísta por nós mesmos, que faz com que nossas ações sejam todas baseadas no que elas trarão de auto benefício não no bem que farão a outrem. o autruísmo, conceito tão nobre virou algo tão difícil de ser compreendido como é difícil escrever a palavra que o define. vivemos em uma sociedade de seres auto centrados e este comportamento faz com que sejamos levados a achar que nossas atitudes sempre estão certas ainda que estejam completamente erradas.

só um estado de coisas deste tipo que descrevo é o que levaria dois imbecis a tatuarem o rosto de uma jovem com sérios problemas mentais porque supostamente ele havia furtado uma bicicleta.  e ainda que ele tivesse roubado qual o direito tinham eles de fazerem o que fizeram? quem os empossou como justiceiros juramentados pelo estado? apoiados por qual lei eles cometeram tamanha perfídia? quem são esses dois animais para se outorgarem tal direito? ainda que o jovem não fosse doente mental e tivesse roubado, desde quando a população os nomeou xerifes do bairro para cometerem  tal ato? e se fossem os xerifes quem disse que deveriam tatuar o rosto do rapaz ao invés de prende-lo e conduzi-lo  as barras da justiça?

se nosso sistema penal é justo ou não é outra questão a ser discutida em outro post, mas desde quando a justiça com as próprias mãos pode ser aceita de forma tão passiva pela população? porque não houve um clamor popular contra um ato tão insano como este e ao contrário, houveram tantos apoiadores destes dois seres insanos? o que pensam pessoas que apoiam dois seres tão abjetos em um ato tão sem sentido?

no brasil, por mais que alguém seja condenado a 200,300 anos em penas somadas por vários delitos, não fica mais que 30 anos preso. a lei assim determina. o que estes dois imbecis tentaram foi impingir uma pena perpétua a este jovem sem o devido julgamento, sem saber se ele era de fato culpado. expor ao ridículo quem precisa de ajuda e tratamento apenas porque se acha que isto é o correto a se fazer equivale a jogar na lata do lixo todo sistema pena legal.

o mundo acabou e esqueceram de nos avisar. ele faliu, a verdade é esta. é disso para pior, bem pior. perdemos a luta por um mundo civilizado. logo voltaremos a ser broncos com uma clava na mão impondo-nos uns aos outros pela força. que triste. mas será assim.

é isso.

ouvindo: maria callas
Postar um comentário