terça-feira, 11 de julho de 2017

que bom que eu tenho um jardim


não, não é um jardim ao pé da letra, mas é um jardim no sentido de ter tanta beleza e tranquilidade e ser tão suave o seu aroma que eu me sinto protegido e corro para lá toda vez que a coisa fica brava, que a "boca fica quente" como dizemos eu e ela. um jardim de seios macios e um colo tão acolhedor como deveria ser o colo da pessoa amada. um jardim de voz doce e meiga, porém firme qwuando precisa dizer o que tem  que ser dito. um jardim chamado graziela.

neste jardim eu me sinto leve, me sinto pleno. não preciso ser forte, posso me apequenar para a vida e la me esconder sem ter medo de ser chamado de covarde. posso ser feliz ou triste, tanto tanto faz. posso ficar la quietinho ou me acabar em gritos e gestos raivosos. esse jardim é tão acolhedor porque foi construído com amor.e o amor, meus caros, é o material mais resistente que existe.

a paz que este jardim me traz é tão imensa, tão natural e verdadeira, que é quase palpável. se o mundo exterior é composto de brumas, neste jardim eu posso ver tudo límpido, claro, um céu sem nuvens porque quando graziela é amor, ela o é de forma plena, plácida. as flores destes jardim tem o brilho mais raro que pode haver e sua aparência é sempre bela, pois são regadas e cuidadas com todo desvelo.

claro que neste jardim as vezes alguns espinhos aparecem entre as flores, mas são tão irrelevantes as suas consequências que em nada podem macular as benesses de ter este  jardim só para mim. este jardim me faz querer ir para casa todos os dias para lá o encontrar e desfrutar de tudo o que ele tem de bom. não troco sua cia por nada neste mundo e mesmo quando este jardim esta fechado para manutenção, ainda sim eu posso posso ver por entre suas cercas a magnitude de sua beleza e me sentir abençoado por poder desfrutar de tamanhã graça.

de todas as certezas que eu posso ter, a mais importante e indestrutível delas é o amor que existe entre graziela e eu. este jardim, uma metáfora de nosso relacionamento, me faz tão feliz e tão pleno que meu coração se alegra ao chegar a hora de ir para casa sabendo que lá a encontrarei. espera, meu amor, estou chegando. e entre conversas, beijos e abraços repousaremos lado a lado para termos forçar para mais um dia e juntos, vencermos qualquer desafio.

em você me refaço, me transformo e me sinto pronto para o que der e vier. por você, tudo o que for preciso fazer, eu farei. por nós, espero manter para sempre este jardim, retrato de um amor que nasceu, cresceu e floresceu e hoje é inquebrantável. que bom que é assim. que bom que eu tenho um jardim.

é isso.

ouvindo: Anna Netrebko


Postar um comentário