sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

1 novo sistema solar, 7 novos planetas habitáveis e 7 dificuldades que temos em nosso próprio planeta


pois é, cientistas anunciam a descoberta de um novo sistema solar onde nada menos que 7 novos planetas estão na chamada "zona habitável", ou seja, podem conter água em estado liquido e outros elementos básicos e vitais para a formação de vida. 

que tipo de vida? sei lá!!! talvez fosse preciso mandar o major tom até lá averiguar. só tem um problema: com a tecnologia disponível hoje em dia levaria mais ou menos 615.000 anos para ele chegar lá. trocando em miúdos, fica bem difícil descobrir o que rola nos tais planetas.

é o tipo de noticia um pouco chata, uma vez que aguça a mente do leitor com possibilidades infinitas... ... que jamais, ao menos em nossa geração poderão ser comprovadas. especulação pura. claro que não tiro o mérito dos cientistas que pesquisam e criam modelos matemáticos capazes de prever a existência desses planetas e outros, mas é preciso entender que a menos que a tecnologia que permite o homem viajar daqui a lua por exemplo de um salto gigantesco, nada poderá  ser avalizado.

claro que o ser humano é inventivo e imaginativo ao extremo e é evidente que somos exploradores por definição, mas esses 7 novos planetas por enquanto são apenas isso, 7 novos planetas e enquanto eles não significam em termos práticos muita coisa, o nosso velho planetinha azul segue com suas dificuldades que são bem mais que 7. mas vamos falar de 7 dificuldades que teremos dificuldade de superar no curto prazo.

1. donald trump. por 4 anos teremos que aguentar esse maluco nada beleza no comando dos eua. se cada país tem o presidente que merece, os eua no momento são o país mais cretino que existe. azar do resto do mundo. dificuldades sempre a vista com esse bárbaro no comando.

2. vladimir putin. este é o ditador presidente da russia que tenta a qualquer custo se passar por democrata. um infeliz dono do segundo maior arsenal nuclear do planeta, perdendo apenas para a dificuldade citada acima, putin além de ser um ditador é um xarope da marca maior, não a toa é amigo de trump.

3.papa francisco. foda-se o que os católicos vão pensar, to cagando pra isso, mas esse papa é um levado da breca. parece mais interessado em semear a discórdia em suas próprias hostes (não confundir com a hóstia, essa comestível), e desconstruir dogmas arraigados nas mentes e corações de seus fiéis. não me entendam mal, acho isso ótimo, apenas acho também que um líder político de sua envergadura, (e tolop é quem o considera líder religioso) deve ter um comportamento menos errático.

4. aquecimento global. perigo real e imediato ainda que ignorado pela maioria dos habitantes deste planeta. só vão perceber que o troço é sério quando o rio de janeiro por exemplo, ver sua capital se afogar em tsunamis homéricos. vai ser engraçado, afinal cariocas tendem a ser um pouco chatos. o problema é que são paulo também tem litoral.

5.wesley safadao, luan santana, e todos os sertanejos de bosta do brasil.  neste caso, não é nem dificuldade, é praga, o caos, o inferno feito na terra, a prova que se tem um país amaldiçoado musicalmente é o brasil. uma verdadeira desgraça que assola um país que poderia ser abençoado em termos musicais, mas segue por escolha própria adorando aos demônios mais baixos e vis em se tratando de música.

6. futebol. é o futebol. ou soccer, para os gringos. a tempos deixou de ser diversão para ser lavanderia de dinheiro primeiro européia e agora, chinesa. um antro onde poucos enriquecem muitos morrem tentando e a grande maioria faz papel de bobo ao participar de jogos manipulados sem nem saber. uma merda de esporte.

7. eu mesmo. é, eu mesmo. não que me tenha em tão alta conta para ser uma dificuldade global, mas pessoas como eu, que obviamente não sou o único a ser como sou, chatas e reclamonas e faladoras e antipáticas e desafiadoras, e, e, e... são pessoas que atrapalham as outras pessoas, as que estão na sala de jantar. entendedores, que não são muitos, entenderão.

é isso.

Ouvindo: Prince


Postar um comentário